domingo, 17 de setembro de 2017

Sou o suficiente




Sei que no fundo você pensa que eu sou frágil, sensível e sonhadora, que sou chorona, que amo demais, que me emociono fácil, que me exponho, e acredito demais, acredito demais nos sonhos, que sonho demais. Mas gosto de ter emoções a flor da pele, vivo a flor da pele, quando to feliz estou feliz demais, quando estou triste, estou triste demais.
Ouvi você dizer que insistir é um erro, que não da certo, que no fundo acaba sendo ingenuidade. Mas saiba que eu ainda insisto no nosso amor mesmo depois de tanto me machucar. Não me ache fraca por isso.
Demonstrar tudo que sinto não me torna mais fraca, não é fraqueza, é só amor.. um amor que não quero deixar passar pelas minhas mão e ver indo embora.
Não é fácil viver 24 horas com  o peito aberto para o mundo com o coração exposto, é uma loucura. E não vivo assim só na nossa historia, vivo assim em tudo que e intenso e importante pra mim.
Não sou fraca por não conseguir engolir o choro, principalmente por me emocionar todas as vezes que te abraço e olho nos seus olhos.
Não sou ingênua por não conseguir aceitar que as pessoas são ruim são más e cruéis, não consigo ver ou detectar alguém mentindo pra mim, porque me recuso a aceitar que isso e necessário.
Só queria dizer que ser sensível doí demais, doí o tempo inteiro, tudo que é demais doí em mim, e não consigo sentir menos.
Preciso de muita coragem pra acordar e me expor ao mundo por mais um dia correndo o risco de me machucar. Todo dia apreendo a perdoar e defini na minha vida que não vou deixar as cicatrizes definissem quem eu sou ou vou ser.  Não vou deixar que as pancadas da vida me deite ao chão e não me deixe dar os próximos passos. Não deixe o medo ou os machucados da vida impedir de amar. Não deixe que a frieza da vida e a violência do mundo te torne assim também.

Sempre vou ser a mesma menina, frágil, meiga, delicada, sensível. Até demais na verdade. Sonho muito, amo muito, muito mesmo, e se for preciso amo mais, pois o amor e a unica coisa boa que vejo pra essa vida. Posso falar que doí, mas paciência, não escolhi, aconteceu.
Sou forte o suficiente pra saber amar de novo.
Se os sonhos forem destruídos, paciência, a vida e assim. Não sei da onde cheguei a essa conclusão, mas sou forte do suficiente para me deixar quebrar em mil peças e me recompor outra vez. Sabe porque? Porque não sou deixar o amor acabar em mim, sou feita de amor e sou movida de amor, amor pelas pessoas, pelo mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário